Sobre o Curso


Objetivo

Formar profissionais responsáveis, autônomos, qualificados, com capacidade analítica interdisciplinar e multidisciplinar, com competências e habilidades voltadas para o desenvolvimento e utilização de técnicas aplicadas aos sistemas de produção vegetal e animal. Deste modo, incentivamos a construção de uma postura ética e crítica, voltada para a organização da cadeia produtiva e de seus impactos sociais, econômicos e ambientais, de forma que os profissionais estejam habilitados a trabalhar com as transformações que ocorrem na economia, na cultura e com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

Área de atuação

A resolução Nº 1, de 02 de fevereiro de 2006, do Conselho Nacional de Educação, define, no seu artigo sexto, as competências e habilidades do profissional formado em Agronomia ou Engenharia Agronômica do Brasil. Além do mais, define a resolução que o Agrônomo deve possuir as seguintes competências e habilidades:

• Projetar, coordenar, analisar, fiscalizar, assessorar, supervisionar e especificar técnica e economicamente projetos agroindustriais e do agronegócio;

• Realizar vistorias, perícias, avaliações, arbitramentos, laudos e pareceres técnicos com condutas, atitudes e responsabilidades técnica e social, respeitando a fauna e a flora e promovendo a conservação e/ou recuperação da qualidade do solo, do ar e da água, com o uso de tecnologias integradas e sustentáveis do ambiente;

• Atuar na organização e gerenciamento empresarial e comunitário, interagindo e influenciando nos processos decisórios de agentes e instituições, na gestão de políticas setoriais;

• Produzir, conservar e comercializar alimentos, fibras e outros produtos agropecuários;

• Participar e atuar em todos os segmentos das cadeias produtivas do agronegócio;

Enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mundo do trabalho, adaptando-se a situações novas e emergentes, ofertando sempre soluções inovadoras na área de atuação.

Aspectos Legais

Autorização: Portaria Min. nº 934 de 13/11/2007. Publicada no DOU nº 219, seção 1, pg. 364, de 13/11/2007.

Reconhecimento:  Portaria Min. n.º 216 de 31/10/2012. DOU nº 214.